quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Mosteiro dos Jerónimos

O Mosteiro de Santa Maria de Belém, mais conhecido como Mosteiro dos Jerónimos, é um mosteiro português da Ordem de São Jerónimo construído no século XVI. Situa-se na freguesia de Belém, na cidade e concelho de Lisboa. Tem, desde 2016, o estatuto de Panteão Nacional.[2]

Ponto culminante da arquitectura manuelina, este mosteiro é o mais notável conjunto monástico português do seu tempo e uma das principais igrejas-salão da Europa. A sua construção iniciou-se, por iniciativa do rei D. Manuel I no inicio do século XVI e prolongou-se por uma centena de anos, tendo sido dirigida por um conjunto notável de arquitetos/mestres de obras (destaque-se o papel determinante de João de Castilho).

O Mosteiro dos Jerónimos encontra-se classificado como Monumento Nacional desde 1907 e, em 1983, foi classificado como Património Mundial pela UNESCO, juntamente com a Torre de Belém. A 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal. Estreitamente ligado à Casa Real Portuguesa e à epopeia dos Descobrimentos, o Mosteiro dos Jerónimos foi, desde muito cedo, "interiorizado como um dos símbolos da nação"[3].

(In wikipédia)

 Fotos do exterior

(Clique sobre as fotos para ampliar)










No passado domingo, de passagem para o Jardim Botânico Tropical, não resisti a fotografar este imponente e bonito Mosteiro entrando na igreja, ficando adiada uma futura visita ao Museu que ainda não conheço.

O meu olhar fixou-se também na Torre de Belém e Padrão dos Descobrimentos.



Como todos sabem a zona de Belém é um dos locais mais bonitos e grandiosos de Lisboa que atrai muitos turistas e que no passado domingo já fazia lembrar os dias antes da pandemia, não fora a máscara que a maioria usava.

De qualquer forma, com as devidas cautelas e cumprindo os requisitos que nos são exigidos pela DGS  lá nos vamos aventurando a um passeiozinho nem que seja apenas ao fim de semana. 


Fotos
Ailime
Setembro/2020

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Parque Urbano do Jamor

«O Parque do Jamor é um complexo de infraestruturas desportivas públicas que se encontra localizado no vale do rio Jamor, em Oeiras, É o paraíso dos amantes do desporto e das abobrinhas aventureiras!

Além das instalações desportivas, no Jamor têm um parque urbano e uma extensa zona de mata, sendo este Parque um espaço privilegiado para o desenvolvimento da prática desportiva a todos os níveis, desde o desporto de alto rendimento ao desporto federado e ao desporto de lazer.

As instalações do Parque do Jamor abrigam o Estádio Nacional, vários campos de jogos, um complexo de piscinas, uma pista para atividades náuticas, minigolfe, um centro de treino de ténis, um centro de treino de tiro com arco, uma parede de escalada, pista de crosse, pista XCO, percursos pedonais, espaços de jogo e de recreio, um ginásio ao ar livre, um auditório e o Adventure Park Jamor».

 




Edifício das piscinas





 







Rio Jamor que circunda todo o parque
e desagua ali próximo na Cruz Quebrada, no Rio Tejo


















Aqui, há cerca de três semanas, fizemos  o percurso pedonal e desfrutámos das sombras do Parque.
Um local excelente para passear na natureza, sem  o constrangimento de nos cruzarmos com multidões.
Encontrámos muitas crianças com os pais em piqueniques (e até festas de aniversário), em jogos amigáveis, mas tudo dentro do que nos tem sido exigido pela DGS. O espaço a isso convida.
Um local que recomendo para quem pretenda desconfinar sem problemas.