quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Gouveia, aldeia em verso

«A sete quilómetros da Vila de Sintra, Gouveia é uma aldeia privilegiada pela sua excelente situação geográfica. Os apreciadores das sossegadas praias sintrenses têm, na Praia da Aguda, Praia das Maçãs e das Azenhas do Mar, um ponto de paragem recomendado. Àqueles que pretendem respirar um ar fresco, os pinhais de Gouveia e Fontanelas oferecem o local ideal para uma merenda, ou simplesmente para passar uns minutos em absoluta calma e em contacto com a natureza. A história de Gouveia, pela simplicidade dos homens que nela viveram, não foi contada por ninguém. Mas a partir do  momento em que as placas toponímicas foram colocadas, ao virar de cada esquina encontra-se, em verso, um bocado da sua história, com a particularidade de ser contada em quadras de sabor popular. É sobre esta aldeia em verso como é chamada  Gouveia que vos mostro algumas imagens. Os versos são da autoria de José Valentim Lourenço, nascido em Gouveia.»  Texto retirado daqui.

É desta "aldeia em verso" como é popularmente conhecida  que vos mostro algumas imagens com  as quadras que caracterizam cada rua onde se encontram.

















´´


      





 



 Com esperança que apreciem este meu registo aproveito para vos desejar continuação de boa semana.


(Na sequência destas imagens deixo uma "janela aberta" para o que partilharei oportunamente).




10 comentários:

  1. Que delícia de passeio guiado pelos poemas. Foi uma excelente ideia a do poeta. Grata pela partilha. E vamos passeando....bjs

    ResponderEliminar
  2. Excelentes fotografias, Ailime. Pensava que conhecia relativamente bem a zona de Sintra, mas por estas imagens vejo que não.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Que lindos prédios!E o passeio com poesia fica mais interessante.Amei Beijos

    ResponderEliminar
  4. Ailime querida!
    Um bonito post com frases muito boas para refletir e tirar lições preciosas...
    Abração + Carinho

    ResponderEliminar
  5. Querida Ailime
    Amei este passeio poético
    Super interessante essa "Aldeia dos Versos"
    Gostei das imagens mescladas de poesia
    Um post interessantíssimo amiga
    Beijo grande amiga

    ResponderEliminar
  6. Tão bonito, querida Ailime! Fiquei com vontade de visitar.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Boa noite, querida amiga Ailime!
    Graças aos seus posts tão lindos e bem montados que me dava mais e mais vontade de conhecer tudo por aí... vc me incentiva a voltar... só por vcs, amigas tão queridas, valeria a pena! Por acrescimo, um lindo País que só tem encantos por onde passamos...
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
  8. Mais uma sequência de imagens encantadoras, desta bonita aldeia... repleta de pormenores deliciosos de apreciar... até as paragens de autocarro, são um mimo!!!
    Mais um lugar lindo, que adorei rever nas suas fotos, Ailime!
    Beijinhos!
    Ana

    ResponderEliminar
  9. O que é esse banquinho com encosto de azulejos portugueses? Encantada com essa anterior parte do seu passeio! Ainda estarei por essas bandas um dia, me escute! Abraços. linda semana!

    ResponderEliminar

Aqui mostro um pouco mais dos ecos e reflexos que me saem da alma.
O que me rodeia, o que me sensibiliza, algumas coisas que gosto de fazer no meu dia a dia! Aqui sinto-me em casa. Espero por todos vós! Ailime