sábado, 7 de novembro de 2015

Muros e cercas

Durante as minhas caminhadas gosto sobretudo de observar as moradias antigas e os seus jardins! Muitas delas já desabitadas e um pouco ao abandono ainda me surpreendem com sua traça lindíssima exibindo sobre os muros vestígios de um passado relativamente recente. Outras estão a ser recuperadas por casais jovens que as vão recuperando e criando espaços muito agradáveis. Hoje partilho algumas fotos das primeiras que referi acima.













Termino com o seguinte pensamento:
«O que passou, passou, mas o que passou luzindo, resplandecerá para sempre».
Johann Goethe
Desejo-vos um bom fim-de-semana.
Abraços. Ailime

7 comentários:

  1. Vindo por aqui relaxar vendo os seus cliques...
    Os jardins, plantas sempre abençoam nossos olhares...
    Que bom receber sua visita por lá agora...
    Um bom sono... E um feliz sábado!
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Oi Ailime! Flores lindas! Adoro jardins.
    agradeço tua visita.Tenha um abençoado fim de semana.Beijo

    ResponderEliminar
  3. Lindas fotos e como tu, gosto desses olhares assim pelos caminhos! Lindo e a frase perfeita igualmente! bjs, chica

    ResponderEliminar
  4. Também gosto de os fotografar!
    Belos os seus olhares!
    Domingo bem BOM!!!

    ResponderEliminar
  5. Olá, querida Ailime
    Gosto de apreciar a natureza de Deus em sua profundidade... gosto das heras também...
    Bjm fraterno

    ResponderEliminar
  6. Beleza e nostalgia... lindamente registados!
    Adorei as fotos... e essa florzinha, rompendo, por entre as malhas da cerca... Sublime! Como algo tão frágil, persiste no seu caminho, não se deixando prender...
    Adorei a citação!...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  7. Somente pela sensibilidade se pode captar as belezas escondidas.
    Bonito Ailime.
    Abraços e beijos de paz.

    ResponderEliminar

Aqui mostro um pouco mais dos ecos e reflexos que me saem da alma.
O que me rodeia, o que me sensibiliza, algumas coisas que gosto de fazer no meu dia a dia! Aqui sinto-me em casa. Espero por todos vós! Ailime