quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Palácio do Marquês de Pombal (fim)

Termino hoje a publicação  de fotos que tirei no Palácio do Marquês de Pombal em Oeiras com alguns detalhes que deixo para vossa apreciação. Como disse anteriormente o Palácio está desprovido de mobiliário, mas vale a pena visitá-lo para admirar as pinturas e relevos dos tectos, os azulejos que revestem as paredes e terraços assim como as esculturas que embelezam algumas salas e o exterior.











   







Fica o convite para visitarem  o palácio cuja entrada é gratuita;))!
Ainda sobre os jardins circundantes atravessados pela Ribeira da Laje neles podemos admirar a Cascata dos Poetas, a Fonte das Quatro Estações, o Jardim das Merendas e o  Lagar do Vinho.
......................
Agradeço a todos por me terem acompanhado nesta visita, aproveitando também para vos desejar 
 uma boa sexta feira e excelente fim-de-semana.

4 comentários:

  1. Mais uma série de fotos fabulosas, Ailime! Um lindo Palácio!...
    Beijinhos e boa noite... Vi agora que Cirandou por lá... Vou ver!
    (Não tivemos o estudo, muita chuva por aqui)

    ResponderEliminar
  2. Apreciando de queixo caído... estes detalhes magníficos!
    Nunca o visitei... e estou encantada! As fotos estão uma autêntica maravilha...
    Que pena não se encontrar mobilado... para melhor se apreciar as coisas lindas, que por cá ainda vamos tendo, de valor histórico...
    Beijinhos! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  3. Ailime, aparentemente o meu comentário desapareceu.
    Repito- o palácio é belíssimo. Será que algum receberá o mobiliário?
    Tenha um feliz domingo.
    Beijo da Nina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Nina,
      Só Deus sabe! Era óptimo que pelo menos tentassem recuperar algumas peças, mas pelo que li estarão dispersas e não será fácil. Bjs e bom domingo.

      Eliminar

Aqui mostro um pouco mais dos ecos e reflexos que me saem da alma.
O que me rodeia, o que me sensibiliza, algumas coisas que gosto de fazer no meu dia a dia! Aqui sinto-me em casa. Espero por todos vós! Ailime